O programa de intercâmbio AFS só é possível no nosso país graças à cooperação das escolas portuguesas que se disponibilizam para acolher, integrar e acompanhar @s jovens participantes AFS. Sendo na escola que [email protected] jovens passa a maior parte do seu tempo, é aqui que têm oportunidade de aprender mais rapidamente a Língua Portuguesa e de se adaptarem mais facilmente à nossa cultura, também pelo contacto que existe com outros jovens da mesma idade. Acreditamos que o programa de intercâmbio AFS é um processo de aprendizagem significativo para todos aqueles que o vivem e que representa um esforço acrescido na atividade escolar.

Aproveitamos para agradecer a todas as escolas de acolhimento AFS por toda a sua valiosa colaboração, mais ainda num ano sem precedentes na organização, uma vez que a pandemia de COVID-19 levou, pela primeira vez na nossa história, à suspensão de todos os nossos programas e, consequentemente, ao regresso de todos os nossos participantes a sua casa.

Fica aqui um testemunho da Escola Secundária Emídio Navarro, em Viseu, que este ano acolheu duas estudantes AFS.

Muito nos orgulha a resiliência, coragem e compaixão que as Escolas AFS demonstraram nestes tempos incertos.

Muito obrigado!

Texto da Mami
Olá, chamo-me Mami e sou Tailandesa. Estive num programa de intercâmbio chamado AFS. Eu acho que é um programa muito bom para experienciar e entender diferentes culturas e línguas, e o programa fez-me aprender e experimentar uma grande diversidade de coisas, o que mudou as minhas perspetivas e me tornou mais madura.

Eu tive uma estadia incrível e memorável em Viseu que, apesar de ser pequena, foi muito boa e proporcionou-me a oportunidade de conhecer diferentes pessoas e fazer muitos bons amigos. Diria que a minha estadia em Viseu foi a melhor experiência da minha vida até agora e nunca a vou esquecer.

 

Texto da Katrina
O meu intercâmbio em Portugal

Olá! Sou a Katrina, tenho 18 anos e venho da Letónia, um pequeno país cerca de 4 mil km a nordeste de Portugal. Fui estudante de intercâmbio pela AFS nesta escola, mas infelizmente por causa do Covid-19 o meu intercâmbio terminou 3 meses mais cedo. O que me deixou bastante triste.

Sobre a minha experiência incrível! As pessoas perguntam-me porque escolhi Portugal. Na verdade, ainda não sei qual o motivo. Talvez por causa do clima. Apesar de já ter estado em vários países da Europa, Portugal era o que se encontra na parte mais ocidental da Europa e não conhecia. No entanto, não me arrependo nada, voltaria a escolher outra vez.

Antes de chegar a Portugal tinha algumas expectativas. Pensava que ia viver perto da praia, ia aprender a fazer surf, ia sair com outros estudantes de intercâmbio. Na realidade, apenas fui duas vezes à praia, nunca toquei numa prancha de surf e a maior parte do tempo não tive nenhum estudante de intercâmbio por perto. Em vez disso, tinha montanhas incríveis que visitei com a família que me acolheu, tive uma pequena visão das artes marciais. Foram uns tempos maravilhosos, acabando por ser melhor do que esperava.

Geralmente, os estudantes de intercâmbio têm algumas dificuldades em adaptar-se, problemas com a família de acolhimento ou na escola. Isso não foi de modo algum a história que tenho para contar sobre a minha experiência. Tive a melhor família de acolhimento, a melhor escola, a melhor turma e os melhores professores. A minha turma (11º C) foi incrível. Os colegas e os professores são os melhores, aceitaram-me desde o primeiro minuto, fizeram-me sentir parte da turma desde que entrei mela primeira vez na primeira aula.

Mas o maior obrigado vai para as minhas professoras de português na biblioteca – Sandra, Graça e Ana Paula. Sem elas eu nunca conseguia escrever este texto em Português.

Se tiveres oportunidade de participar no programa de intercâmbio – faz isso! É algo que nunca esquecerás.