A Intercultura-AFS tem como objectivo contribuir para a Compreensão e Paz entre os Povos, ajudando a criar uma geração de Homens dispostos a lutar por um mundo mais justo.

Aprendizagem Intercultural

Conceito:
Processo que move os seres humanos, os corpos e os corações – para uma maior consciência da sua própria cultura – valores, atitudes, relações – através da imersão numa outra cultura ou referente.

A abordagem intercultural das relações entre culturas diversas caracteriza-se por dar ênfase ao conhecimento mútuo e ao diálogo entre elas e por reconhecer igual valor às culturas que coexistem.

O efeito da nossa cultura na leitura do mundo que nos rodeia assemelha-se à utilização de “óculos culturais” de uma determinada cor; a nossa visão do mundo é sempre tingida pelos mesmos tons. Mudando de cultura, mudamos o filtro dos óculos e apercebemo-nos que a nossa forma de ver as coisas não é única.

As metodologias de aprendizagem intercultural pretendem suscitar o interesse das pessoas para experimentarem “óculos culturais” diferentes e propõem-se ensinar como é que se podem utilizar óculos diferentes. Claro que sem experimentar de facto outros óculos não é possível saber o efeito que eles podem causar.

A Intercultura-AFS tem como método de aprendizagem intercultural a participação em intercâmbios estruturados. Estes possibilitam a imersão do indivíduo numa cultura de acolhimento, enquanto sustentam cada indivíduo no desenvolvimento da sua competência intercultural. O objectivo de um programa de intercâmbio é incentivar o indivíduo a mudar no sentido de um maior entendimento e aceitação da diferença, de forma a tornar-se competente no contacto com “o outro” e a sua maneira de viver.

Passando por um processo de grande ambiguidade em que a escolha já não se pode fazer simplesmente entre “certo” e “errado”, progressivamente o participante no intercâmbio vai fazendo a sua síntese entre a sua cultura e maneira de ser original e a que resulta da sua integração na cultura de acolhimento. Esta síntese pessoal, é de facto, a criação de uma nova estrutura mental que resulta da aprendizagem intercultural.

Assim, a Aprendizagem Intercultural é mais do que um conjunto de conhecimentos. É um novo estado de espírito que acompanhará o indivíduo em todas as suas futuras experiências interculturais.