Hoje faz 5 meses desde que cheguei à Argentina. Não foi nada como eu estava à espera. Também não sei bem o que esperava, mas de todo pensei que fosse assim. Há um ano atrás eu estava desejosa de sair de Portugal, precisa de fazê-lo. Antes de vir pensava que ao afastar-me do meu doce país tudo ficaria bem, que os erros do passado não me perseguiriam aqui. Agora reconheço o quão enganada estava. Os meus erros vão seguir-me para sempre e finalmente estou a aprender a viver com eles e a aceitar-me como sou.

A Argentina foi a melhor escolha que eu podia ter feito. Eu precisava de soltar-me, de deixar-me levar pela loucura do momento. E aqui tenho a possibilidade de fazer as loucuras todas sem me sentir tão julgada, e estou a falar de loucuras tão pequenas como um simples movimento de dança, que antes nem morta o faria.

Aqui descobri o gosto do Fernet, a partilha do mate, a diversão de um assado em família e o sabor das maravilhosas empanadas. Tenho muitos amigos novos, tanto estrangeiros como nativos. A maioria são pessoas fantásticas, mas também já tive a oportunidade de me relembrar que há pessoas más em todo o lado.

Sem dúvida que estou a adorar cada momento que passo aqui e vai custar-me voltar, mas é um mal necessário. A minha vida aqui não tem nada de parecido com a minha vida em Portugal, mas eu adoro essa diferença. Tenho imensas saudades do meu lindo Portugal, mas a Argentina é a minha segunda casa. Espero que algumas amizades sejam tão boas que me façam voltar aqui vezes e vezes sem conta.

Estou a aprender tanto de mim como nunca o fiz. Já me arrependi de algumas coisas e já fiquei orgulhosa de muitas outras. Espero que os próximos seis meses sejam tão bons como os últimos cinco. O intercâmbio é uma das melhores experiências que alguém pode fazer.

Lídia Neves | Estudante AFS Portugal 2016/2017 | Portugal – Argentina